mardi 15 mai 2007

Insight entre a cadeia dos arranha-céus


Durante o caminho entre os arranha-céus desta cidade suja, tropeço e me tombo ao chão, nesse exato momento amaldiçôo o tempo e desejo sua não existência. Mas, me indago, se não existisse o tempo não existiria o movimento, sem movimento tudo ficaria paralizado, ficaríamos sem ações e sem sentido de vida, mesmo sabendo que não tenho esse ultimo, mas o desejo na esperança. Como seria um mundo sem movimento? como poderíamos sentir a sujeira de um papel no rosto em uma cidade encardida? como poderíamos desejar a morte? Pois ela nunca existiria e senão existisse nunca chegaria. Tudo seria eterno e morbido. Mas que mundo mais entediante que o nosso, seria esse o inferno?

5 commentaires:

TT a dit…

:D

T.k a dit…

Eu acho que o mundo simplesmente não seria. Pois não haveriam cidade, prédios, sujeiras... aliás, nem haveriam humanos!

xTofux a dit…

isso é verdade meu caro TK...isso combate as ficções nos filmes que param o tempo

Marcela a dit…

gostei, gostei!

dos teus blogs, acho que esse é meu favorito! os outros também são bons, mas esse possui uma certa peculiaridade por abrigar seus pensamentos pessoais.

é sempre bom ler outros pontos de vista! ;~)

André Honey a dit…

Afinal, o tempo é remédio ou doença? Eis a questão.